Manifestações orais da COVID-19

Pesquisadores de várias universidades ao redor do mundo tem encontrado manifestações bucais associadas à COVID-19. Elas podem surgir como consequência direta da doença, talvez relacionadas a distribuição de receptores de uma enzima conversora de angiotensina 2 (ECA-2) nos tecidos. Cientistas acreditam que as células dos tecidos bucais passam a hospedar o vírus, causando uma reação inflamatória local.


Essas manifestações clínicas podem também estar associadas à medicações imunossupressoras ou serem o resultado do peso emocional decorrente do diagnóstico e tratamento. O sinais e sintomas constatados mais frequentemente são:


1. Sensação de garganta seca

2. Xerostomia (sensação de boca seca por diminuição ou ausência de saliva)

3. Pequenas ulceras no palato (céu da boca), com aspecto de final de herpes

4. Pequenas manchas avermelhadas e arredondas por toda cavidade bucal

5. Gengivite descamativa

6. Candidíase

7. Placas brancas no dorso da língua

7. Pequenas manchas avermelhadas e arredondadas ao redor dos lábios



As lesões aparecem de forma única ou múltiplas. São dolorosas e podem evoluir para erosões graves. É importante manter a higiene bucal em dia e entrar em contato com o cirugião-dentista ao perceber algo estranho na cavidade bucal. Assista ao vídeo abaixo e aprenda a realizar o autoexame bucal.



119 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo